E O Vento Levou ~

Vendaval

"No fim, tu hás de ver que as coisas mais leves são as únicas que o vento não conseguiu levar: um estribilho antigo, um carinho no momento precioso, o folhear de um livro de poemas, o cheiro que tinha um dia o próprio vento..."
(Mário Quintana)


Uma forte ventania bateu e levou a apresentação do blog embora. Como dá pra ver ai em cima, só sobrou uma pessoa e alguns textos... serve? =)


A Pessoa

Michelle Rodrigues. 17 anos. Projeto de escritora e dona do poodle mais lindo que existe. Dona do blog 'E O Vento Levou' desde 22 de maio de 2008. Smile. That's all. Beijoscomente. orkut.







Colaboradora



Na gaveta


Links

» UOL - O melhor conteúdo
» BOL - E-mail grátis

» Chronicles About Me
» De Férias Neste Planeta
» Debbys
» Drop of Madness
» Garatujando
» Hialoplasma
» Lush Pepper
» Minhas Ideias Soltas
» Pie
» Ponta do Durex
» Rubem Alves
» Te Dou Um Dado?

(links em construção)

Visitas

Créditos


Layout por Felipe Almeida
Hospedagem por Uol Blog
Textos por Michelle Rodrigues

05/04/2009

Sweet Seventeen

left

 Meu aniversário acaba de acabar. Ou a começar, que é como eu prefiro pensar. Mas o fato é; não foi o que eu planejava. Não houve grandes surpresas, nem grande importância por parte de pessoas que eu achava que teria. Muitos recados? Sim. Mas o que eu gostaria mesmo de ter recebido, seriam os abraços, o esforço em me ver, a preocupação em se eu estava bem e feliz. Só isso. Ah, e muitos abraços! Como eu gosto de abraços! De “feliz aniversário” então, nem se fala! E eu não tive de pessoas que eu queria muito que tivessem me dado.  E aí que você começa a perceber que é inútil criar grandes expectativas em cima das pessoas. E que depositar fé demais naquilo que se sabe que não tem retorno, é um erro. E dos mais frustrantes. Mas isso acontece! Até mesmo porque o que é importante para você, pode não ser para os outros. E eles não devem ser condenados por isso. O negócio é você se agarrar àquilo que acredita e em pessoas que você tem certeza de que estão contigo. E deixemos claro que essa ‘certeza’ é bem relativa. A pessoa que está do seu lado hoje pode não estar amanhã. E aquela que você espera que a chute quando você cair, acaba a ajudando a levantar-se. Mas o que aconteceu dessa vez foi o contrário. As que eu esperava algo, não foram capazes de me dar. Tudo bem. Certeza que já esperaram algo de mim algumas vezes também, e eu também já fui incapaz. Isso é humano. Bom, um 4 de abril com algumas frustrações, é bem verdade. Mas dar maior valor àquilo que não teve do que ao que se tem, é uma ignorância sem fim. A família, a saúde e a fé estão aqui. Presentes constantemente e de maneira bem sólida. Graças àquele que mais me ‘presenteou’ durante mais de 17 anos. E no fim das contas, eu sei muito bem que é ISSO que REALMENTE importa. E que venham os 18, certo?

 

Percebe que não importa o quanto você se importe.

Algumas pessoas simplesmente não se importam.”

(Shakespeare) 


Soprado por Michelle às 17h32

[ ] | [ envie esta mensagem ] | [ ]

______________________________________________




» | Layout by Lipe - NO COPYCATS | «